Notícias

14/07/2015

Negócios no setor de galpões seguem aquecidos

Varejo, e-commerce, indústria farmacêutica e logística terceirizada. São muitos os perfis de empresas que buscam por mais eficiência em seus espaços de armazenagem de produtos. Tamanha necessidade faz com que o mercado de galpões logísticos se mantenha aquecido, mesmo diante da queda da atividade econômica.

“As empresas começam a olhar onde podem reduzir custos e otimizar operações”, afirma o presidente da Global Logistic Properties (GLP), Mauro Dias, em entrevista ao jornal Valor Econômico. Do portfólio de galpões da empresa, prontos há mais de um ano, cerca de 97% já está locado.

A opção por galpões modernos e próximos de grandes vias de escoamento tem sido priorizada por empresas em busca de diminuição de custos e aumento de produtividade. Na média, os preços de locação da GLP se estabilizaram, segundo Dias. “O país tem carência grande de produtos de qualidade. Os ajustes, em alguns mercados, já aconteceram”, completou.

Na média, os preços de locação da GLP também estão estáveis, de acordo com Dias. "O país tem carência grande de produtos de qualidade. Os ajustes, em alguns mercados, já aconteceram", diz o presidente da GLP. Do portfólio estabilizado da GLP, ou seja, de galpões prontos há mais de um ano, 97% está locado.

Atualmente, a taxa de vacância da Fulwood é de 10%, ante 25% há seis meses. "Muitas empresas aproveitam o ajuste de preços para mudar suas operações para uma redução que ofereça redução de custos", diz o diretor comercial da Fulwood, Fernando Pasmanik Schilis. Segundo ele, houve queda expressiva de valores de locação no segundo semestre de 2014.

 

Voltar para histórico de notícias

FALE DIRETO COM A GENTE

Entre em contatoENTRE EM CONTATO

VIDEO CORPORATIVO

Assista no nosso canal do Youtube